História

logo cedespEm 1902 o terreno da atual sede foi doado aos Salesianos pela família do coronel José Vicente de Azevedo, tendo como primeiros moradores os noviços e os aspirantes Salesianos na residência ali situada. Em 1909, com as adaptações necessárias o edifício tornou-se a Escola Agrícola Coronel José Vicente, destinada a acolher os meninos pobres, que em sua maioria não haviam ainda concluído os ensinos elementares. A escola, ainda dispunha, até 1920 dos cursos de aprendizagem manual, oficinas de encadernação, alfaiataria, sapataria e tipografia. As atividades agrícolas consistiam na olericultura, lavouras extensivas, pomar e criação de animais de pequeno porte e de animais de trabalho, além de um apiário.

Por volta de 1950 a Escola Agrícola desaparece juntamente com o internato do Colégio São Joaquim, acolhendo o Oratório Festivo São Luiz, que antes era realizado nas dependências do mesmo. Nas décadas de 70 e 80 o Oratório acolheu, no projeto Curumim os adolescentes em situação de risco em cursos profissionalizantes, em convênio com o SENAI. A partir de 1991 as atividades sociais começam a ser realizadas durante a semana sob o nome PROSAM (Projeto Salesiano de Apoio ao Menor), trabalho já realizado na Pequena Obra Madre Mazzarello desde 1980 com as crianças em fase pré-escolar. Em 1995 a comunidade P. Rodolfo Komorek inicia suas atividades semanais como PROSAM. No ano de 2000 o Centro Educacional São Domingos Sávio é fundado no bairro CECAP e em 2001 as unidades de atendimento social da comunidade salesiana passam a receber o nome de PROVIM (Projeto Salesiano Vida Melhor) e, com a abertura de mais uma unidade na cidade de Piquete, no já existente Oratório São Domingos Sávio, o atendimento social passa a ser realizado em 5 unidades.Em 2002 a Instituição firma convênio com a Prefeitura Municipal de Lorena e inicia o Projeto Plantão Social, para o atendimento inicial de 100% dos adolescentes em conflito com a Lei do Município. No ano de 2004 o PROVIM passa por uma reformulação pedagógica e unificação metodológica e administrativa, bem como com a redefinição da missão. A partir de julho surge a denominação PROVIM como Programa Vida Melhor, instituição ligada a Rede Salesiana de Ação Social. Durante o ano de 2005 o PROVIM passou pelo processo de reorganização pedagógica e assumiu o trabalho socioeducativo através de oficinas. Em julho de 2005 é firmado convênio com a Fundação Casa e inicia-se o atendimento das Medidas Socioeducativas de Meio Aberto – Liberdade Assistida e Prestação de Serviço à Comunidade.

O PROVIM Oratório São Luiz, com 4 unidades de prestação de serviço conta com uma coordenação própria que realiza reuniões mensais com a coordenação geral e com a diretoria, bem como reuniões trimestrais de planejamento conjunto.

Em 2013 a Instituição muda de mantenedora, devido às exigências do MDS com a Resolução 109 (11/11/2009) normatizando a Tipificação dos trabalhos Socioassistenciais, passando de filial do Colégio São Joaquim para filial do Liceu Coração de Jesus com o nome fantasia CEDESP – Centro Salesiano Desenvolvimento Social e Profissional – São Luiz e centraliza suas atividades em uma unidade: Oratório São Luiz, onde foi investido um recurso oriundo da Inspetoria Salesiana de São Paulo – Inspetoria Nossa Senhora Auxiliadora para ampliar o espaço físico e melhor atender o publico alvo.

Foi projetado pelo Engenheiro Sr. Célio Mililo, autorizado pelo Inspetor Edson Castilho Donizete e acompanhado pelo Pe. José Adão Rodrigues da Silva, Pe. Trajano Mascarenhas Horta, Ir. Marcelo Oliveira dos Santos e toda Comunidade Religiosa Salesiana de Lorena.

A execução do projeto iniciou em março de 2013 e finalizou em outubro de 2014 oportunizando um prédio com 11 salas e 01 auditório que atenderá o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo – Inclusão Produtiva com o Programa Espaço Aprendiz que oferece Cursos de qualificação profissional (Elétrica, Estética e Beleza, Corte e Costura, Serigrafia, Informática, Hardware, Secretariado, Marketing e Empreendedorismo, e atendemos uma parceria com a RASC com uma média de 20 jovens aprendizes que estão inseridos no Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal da região), totalizando 200 adolescentes, jovens e adultos de segunda a sexta no contra turno escolar.

O Prédio que ficou em torno de R$2.000.000,00, recebe o nome Pe. Trajano Mascarenhas Horta como homenagem e agradecimento pela sua incansável luta em favor dos adolescentes e jovens. O Pe. Trajano que aos 50 anos de sacerdócio vem investindo sua sabedoria e salesianidade na luta pela garantia de Direitos desse público privilegiado aos olhos de Dom Bosco. Através do Sistema Preventivo, a luz da Tipificação Socioassistencial e da Lei da Aprendizagem estabeleceu parcerias imprescindíveis com o Consulado do Japão (financiamento de três Cursos: Estética e Beleza, Corte e Costura e Serigrafia), com a JDW – Alemanha (Projeto em andamento para equipar o prédio novo) e tantas outras ações em favor dos adolescentes e jovens.

Em 2014, o Centro Salesiano Desenvolvimento Social e Profissional – São Luiz encerra suas atividades com a Proteção Social Especial, Medidas Socioeducativas em Meio aberto (Liberdade Assistida – LA e Prestação de Serviço à Comunidade – PSC) e firma um novo Convênio com a Prefeitura para atender cerca de 900 adolescentes e jovens de 15 a 24 anos que são usuários do Programa Governamental Ação Jovem em reuniões Socioeducativas quinzenalmente.

Na área de Esporte, a Instituição vem desenvolvendo projetos como Tênis com a parceria dos Voluntários Edgar e Maneco, Futebol, Judô, Handebol através da Secretaria de Esporte de Lorena desde 2013. Em 2015 firmamos mais uma parceria na área esportiva através da UNISAL de Lorena com a Associação Desportiva Yoka Futsal, onde desenvolve técnicas e habilidades psicomotoras voltadas ao futsal semanalmente para cerca de 200 crianças, adolescentes e jovens.

A Pastoral desenvolve um trabalho efetivo e eficaz através dos projetos de Voluntariado visando o protagonismo e fraternidade, Representante de Sala motivando ao servir com responsabilidade e formações para a vivência da Semana Missionária.
Na área cultural e artística a Instituição oferece projetos de artesanato com datas comemorativas, dança, violão e percussão através do Batucarte. Esses projetos oportuniza a visibilidade da Instituição com apresentações internas e externas.

A Instituição oferece um Serviço Psicossocial com acompanhamentos, encaminhamentos e grupos de pais, além de visitas domiciliares, às escolas e toda rede de apoio social.
A Instituição conta atualmente com 36 colaboradores, 03 estagiários remunerados e 17 voluntários, para concretizar o sonho de Dom Bosco na vida de nossas crianças, adolescentes e jovens.

Deixe uma resposta